Portátil de 100 dólares entra em fase de produção

24/07/07



Segundo o Jornal O Público de ontem: "O primeiro computador portátil de baixo custo, que deverá ser vendido a apenas 100 dólares (72 euros) nos países mais carenciados, já está em fase final de produção. Segundo a BBC online, o projecto já obteve luz verde por parte dos fornecedores dos 800 componentes.
O portátil XO faz parte do projecto One Laptop per Child (um computador por criança), idealizado por Nicholas Negroponte, arquitecto, especialista em computadores e fundador do Media Lab do MIT (Massachusetts Institute of Technology). O One Laptop per Child tem como objectivo "dar às crianças — até nas regiões mais remotas do planeta — a oportunidade de desenvolver o seu potencial, de se confrontarem com um universo de ideias e de contribuírem para uma comunidade mundial mais produtiva e saudável", conforme se pode ler no site oficial do projecto."

Eu acho este projecto uma excelente ideia, mas quem é que vai comprar este portátil? Os governos desses países, que posteriormente os oferecem às suas crianças? É que se assim não for, não vejo como será possível, aos pais dessas crianças poderem comprar o dito computador aos seus filhos, visto que custa a módica quantia de 72 euros. E não me parece que uma familia pondere sequer deixar de comer para puder deliciar os seus filhos com um computador. Isto se tivermos a falar de familias que vivem de baixos rendimentos, pois já nem falo daqueles em que vivem em pobreza extrema.

Espero realmente que este projecto siga em frente, mas que o portátil seja facultado às fámilias sem custos, ou então, por um preço mais ajustado às economias das familias... mas não me "cheira" que isso vá acontecer... infelizmente.

3 comentários:

Miss Alcor disse...

Já tinha ouvido falar num programa na Sic Notícias!
Acho genial!
Mas já estou como tu! Vamos a ver se o pessoal faz realmente o que diz, ou não! ;)

Canochinha disse...

Há uns tempos vi uma reportagem sobre isto no "60 Minutos", da Sic Notícias (excelente programa, diga-se de passagem). Estavam em África e os meninos na escola tinham cada um o seu computador... Se tu visses as caras deles! Depois, iam para casa, e a luz do portátil era a única luz que tinham em casa... Porque não havia electricidade! Já agora, estes computadores podem ser carregados à manivela :)

Bia disse...

Acho que vai ser um choque tecnológico imenso... Já agora, podiam incluir comida com o portátil, senão de nada vai servir..